A atemporalidade das franjas (parte 1)

Não faz nem uma semana e eu decidi mudar meu visual e aderir à franja. E, por causa dessa mudança, resolvi fazer uma linha do tempo sobre as franjas mais icônicas ao longo dos séculos XX e XXI. Porém para não ficar um post muito longo e cansativo vou dividir em partes e essa primeira parte destacará 4 divas do cinema dos anos 20, 30, 40 e 50. 😉

Nos anos 20 uma das atrizes mais influentes do cinema mudo, Louise Brooks, usava cabelo curtinho liso e franja. O visual, que foi uma tendência para a época, continua influenciando até hoje.

Louise Brooks

Na década de 1930 Hollywood começou a dominar e a ditar moda e a atriz Barbara Stanwyck fez muito sucesso com sua franjinha curta e seus cabelos ondulados e loiros.

Barbara Stanwyck

Betty Grable foi uma das maiores pin-ups durante a Segunda Guerra Mundial. A atriz e cantora era conhecida por suas belas pernas e por sua franjinha enrolada.

Betty Grable

E não tem como pensar numa franja mais icônica dos anos 1950 do que a franja curtinha e cheia de Audrey Hepburn. Considerada uma das atrizes mais bonitas da história, Audrey teve seu penteado copiado por mulheres do mundo inteiro na época.

Audrey Hepburn

Nas próximas postagens vou fechar o século XX até a década de 1990, aguardem. 😉

Anúncios